Existe muita Itália além de Roma, Veneza, Milão e Florença. Apesar de o tradicional turismo italiano chamar a atenção de viajantes do mundo inteiro, o verão europeu também merece seu destaque. De junho a setembro as paradisíacas praias do país fervilham com cultura, paisagens e gastronomia ao longo de toda sua extensão. A travel designer Ana Grassi, especialista no local, dá dicas de 3 destinos de verão na Itália para quem busca aproveitar ao máximo as altas temperaturas na Europa. Confira:

1) Sicília

Viajar para a Sicília é uma experiência maravilhosa para corpo, mente e alma. Além de abrigar o lendário vulcão Etna e ser a terra natal do famoso Arquimedes, a ilha ao lado do bico da Bota oferece destinos deslumbrantes! É recomendado alugar um carro e reservar um tempo a mais para dar uma volta por lá. Assim, dá para conhecer a capital Palermo e mais outras lindas cidades como Trapani, Siracusa e Taormina.

“Além das lindas praias, a Sicília tem muita arquitetura e história interessantíssimas! Ela foi conquistada por dezenas de civilizações ao longo das eras, cada uma deixando sua marca na ilha. Isso fez com que várias culturas se sobrepusessem ao longo dos anos, criando uma região maravilhosamente complexa e fascinante! ”, afirma Ana Grassi.

2) Puglia

É a região do salto da Bota, que contempla cinco províncias: Foggia, Bari, Taranto, Brindisi e Lecce. Banhada pelas águas do Adriático, a região oferece vistas inesquecíveis da natureza e das construções barrocas da área.

Para quem gosta de aventura, no roteiro tem inúmeras trilhas no Parco del Gargano, um parque nacional onde se pode ter contato com a natureza virgem da área e ainda ficar bem próximo de lindas áreas históricas.

O estilo de vida humilde dos moradores da Puglia acrescenta um charme ao local, conferindo uma sensação de aconchego à estada por lá. Quem deseja uma praia para relaxar a Puglia é um dos melhores lugares para fazer isso.

3) Cinque Terre

A pequena região da Liguria é composta por cinco cidades: Riomaggiore, Corniglia, Manarola, Vernazza e Monterosso al Mare. Com características rochosas, elas foram construídas sobre grandes falésias calcárias, criando uma mescla harmoniosa de civilização e natureza, resultando em paisagens de tirar o fôlego. “Não compensa alugar um carro para essa região, pois o trekking é uma das atividades mais recompensadoras que se pode fazer em Cinque Terre. Ir de uma cidade a outra a pé, atravessando trilhas nos penhascos é uma aventura que vale muito a pena”, recomenda a travel designer.

Cada uma das cinco cidades oferece algo diferente, variando de acordo com a geografia. O ideal é o viajante programar os dias para aproveitar um pouco de cada uma para garantir uma experiência rica e completa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

um + oito =