Vai passar as férias do fim de ano na Itália? Pois saiba que existem maneiras bem quentes de aproveitar o inverno na Europa! Existem várias cidades italianas que são redutos termais, em que a temperatura da água pode atingir os 87°C. São lugares muito agradáveis e que misturam a rica história do país com a natureza exuberante de cada região.

De acordo com a Travel Design especialista na Itália, Ana Grassi, essas águas possuem propriedades curativas, dessa forma, pode ser uma excelente oportunidade para se banhar em fontes extremamente relaxantes e, em um mesmo passeio, fazer uma imersão histórica, aproveitar o clima mediterrâneo e perder o fôlego com as belas paisagens. A especialista separou 9 cidades que podem ser exploradas no próximo inverno europeu para aproveitar o clima com temperaturas razoáveis e renovar as energias com as terapias termais

Montecatini Terme: fica no coração da Toscana, a poucos quilômetros da capital Florença. As águas desse território também são conhecidas pelas propriedades térmicas, mas existem muitas outras atrações que vão motivar uma viagem para a cidade. “Durante os meses de novembro e dezembro a cidade vira uma verdadeira capital natalina. As ruas ficam todas iluminadas e a cidade se transforma com uma série de atrações que celebram o Natal: Casa do Papai Noel, Vila de Elfos, oficinas de brinquedos, comidas típicas… uma verdadeira festa para toda a família”, explica Grassi.

Chianciano Terme: é considerada uma das zonas termais mais importantes de toda a Europa. E não seria diferente: são 5 parques com águas termais que se diferenciam pela composição de cada água e com diferentes indicações de tratamentos.

Bagno Vignoni: se for viajar pelo Val d’Orcia, não deixe de incluir essa cidadezinha em seu roteiro. Além de muito charmosa, ela entra para essa lista por suas fontes termais. Inclusive, a própria praça principal de Bagno Vignoni tem águas quentes, pois a cidade toda foi construída ao redor de uma piscina enorme retangular que é cheia com as termais.

Bagno Vignoni

Montegrotto Terme: Quem vai explorar as ruínas romanas em Montegrotto Terme consegue imaginar como era o lugar nos tempos antigos. É tudo tão belo, que parece que a cidade sempre foi tida como SPA. Passando pelas Dolomitas, a água das fontes termais de Montegrotto faz uma viagem subterrânea de 25 anos, absorvendo sais minerais, antes de jorrar a uma temperatura de 87°C. “Boa para as articulações e músculos, a água rica em minerais é um grande sucesso entre os amantes de SPA do mundo todo” explica a Travel Designer.

 

Montegrotto

Terme Pré-Saint Didier: as propriedades tonificantes das fontes são conhecidíssimas pelo mundo todo. A pequena cidade fica aos pés do Mont Blanc, o que talvez explique as paisagens alpinas de tirar o fôlego. Se banhar em um dos centros termais de Pré-Saint-Didier durante o inverno é se ver em uma espécie de ofurô, imerso em água rica em propriedades curativas e rodeado pela neve que toma conta da região. “Além de se banhar nas águas termais, muitas pessoas também vão esquiar na região. Afinal, a região dos Alpes Italianos também é um excelente lugar para esportes de inverno”, finaliza Grassi.

Pré-Saint Didier

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

18 − seis =