Publicidade

Desde que sucedeu Karl Lagerfeld como diretora artística da Chanel no ano passado, Virginie Viard tem criado coleções inspiradas no kaiser e na história de Coco, enfatizando a elegância clássica do seu legado. Nesta manhã, Chanel revela sua coleção de Alta-Costura, surpreendentemente maximalista, marcada pelo desejo de opulência e sofisticação.

De acordo com Viard, essa mudança de chave ocorreu porque uma estética silenciosa não se traduziria em uma apresentação apenas digital. De fato, em um vídeo com pouco mais de um minuto, a coleção aspirou às festas dos anos 80, com vestidos repletos de aplicações e sapatos Marie-Antoinette, além da atitude rebelde intrínseca à década. “É uma garota excêntrica com um toque dos anos oitenta. Eu queria algo alegre”, disse a designer.

Tendo se inspirado na infância sombria de Coco na última semana de Haute Couture, Viard afirmou que essa coleção tem um pouco mais de Lagerfeld. “Isso me faz pensar nas imagens que tenho dele com os amigos antes de conhecê-lo, quando ele costumava dar bailes, jantares e festas. As pessoas realmente se vestiam”, explicou ela.

A coleção de Chanel

Com imagens assinadas pela fotógrafa Mikael Jansson, Chanel revela sua coleção de Alta-Costura condensada, com 30 looks, em vez dos 70 habituais. Entre eles, os tweeds coloridos, correntes de ouro, broches, pérolas, cravejados de diamante e pedras preciosas foram os grandes destaques, além de uma seleção de jóias raras da própria grife. Confira alguns dos cliques abaixo:

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here