Quem sentiu falta das cores no desfile de Alta-Costura da Chanel, vai encontrar o verdadeiro significado do preto e branco ao descobrir a inspiração de Virginie Viard: a infância sombria de Gabrielle Bonheur Chanel.

Coco Chanel nasceu em Saumur, na França, em 1883. Com apenas seis anos de idade, ficou órfã de mãe e foi levada para um orfanato na Abadia de Aubazine, na região central do país. Criada por freiras até os 12 anos, aprendeu a costurar e se inspirou nas linhas simples e cores sóbrias das vestes religiosas para esboçar as primeiras criações do que a levaria à fama internacional.

Essa infância rigorosa da fundadora foi a grande referência da diretora criativa para uma coleção que remete a estrutura dos uniformes das freiras e a textura das paredes de pedra da Abadia medieval.

Repleta de tweed, aplicações e bordados artesanais, a alta-costura de Primavera-Verão 2020 da Chanel trouxe uma diversidade de golas puritanas e shapes retos com meias-calça, em uma forte referência de babados, rendas e capas da Era Vitoriana.

O ambiente também aspirou à arquitetora religiosa, simbolizando o Grand Palais como jardim do claustro, estampado nas únicas cores da coleção.

Desfile de Alta-Costura da Chanel
@chanelofficial

Confira abaixo alguns do looks desfilados, produzidos à mão no atelier da rue Cambon, em Paris:

Compartilhe: Desfile de Alta-Costura da Chanel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

quatro × três =