Mal tivemos tempo de terminar a contemplação do último desfile de Dolce & Gabbana e já fomos surpreendidos por uma explosão de luxo na cidade mais populosa dos Estados Unidos. Nova York foi, além do cenário dos três dias de desfile (Alta Joalheria, Alta Sartoria e Alta Moda), a fonte de inspiração para a coleção da temporada. Veja o que rolou!

A coleção

Com estampas, gravuras do The New York Times e cores que fazem referência à 5ª Avenida, as peças misturavam a sofisticação dos tecidos e do feito a mão com os elementos urbanos e cosmopolitas sem abandonar, um segundo sequer, a imagem da icônica mama. Marca registrada de Dolce & Gabbana, a sensualidade da mulher italiana apareceu em corpetes, transparências e decotes, blusas de seda, trench coats, saias e suéteres. A Estátua da Liberdade foi representada por tiaras pontiagudas. Teve até a frase God Save America, em um dos casacos.

Os eventos

A primeira apresentação da grife em Nova York foi marcada por três desfiles: Alta Joalheria, Alta Sartoria e Alta Moda. Considerados verdadeiros shows, eles reuniram convidados de todos os cantos do mundo: China, Rússia, Oriente Médio, Reino Unido e Brasil, entre eles: Diane Kruger, Dakota Fanning, Jamie Foxx, Catherine Zeta-Jones, ao lado da filha, e a modelo e sobrinha da princesa Diana, que já desfilou para a grife, Lady Kitty Spencer. A cantora Marisa Monte também marcou presença ao lado do diretor criativo da Vogue italiana, Giovanni Bianco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezenove − 10 =