Publicidade

Por Bia Frata

                @biafrata

Se até alguns anos atrás uma roupa encantava apenas pelo corte perfeito e pela matéria prima de qualidade, hoje muita gente também leva em consideração nessa conta o poder de atração da peça nas redes sociais.

A palavra sequin (paetê, em inglês) nasceu dos termos sikka, em árabe, e zecchino, em italiano, que significam moedas. Foi o antigo costume de bordá-las nas roupas no Oriente Médio e no Mediterrâneo que inspirou o surgimento dos pequenos discos decorativos (que até os anos 30, eram feitos de metal). O adorno já foi símbolo de status (caso das vestimentas de nobres da corte francesa bordadas com mais de 10 mil paetês de metal), teve caráter funcional para povos nômades (os ciganos costumavam costurar suas moedas nas roupas para mantê-las próximas ao corpo) e até um lado espiritual (por conta da habilidade dos metais em captar e refletir luz, em muitas culturas antigas acreditava-se que partículas brilhantes ajudavam a afastar os maus espíritos).

Na temporada de inverno 2018 o brilho imperou com forte apelo “kirakira” (aplicativo que intensifica o brilho dos looks e virou hit no Instagram) gritando festa, noite, exuberância e o uso de paetê durante o dia. O material se tornou a bola da vez na moda, extrapolando a internet e chegando as passarelas mais importantes do globo.

O brilho que nos anos 30 era usado por Coco Chanel e Paul Poiret, faz retorno e domina as coleções da temporada de 2020.

As pastilhas reluzentes ganham novo fôlego em peças casuais de mood mais relaxado, perfeito para o dia ou para looks noturnos despretensiosos.

Já que os itens do look já são brilhantes por conta própria, a ideia de grifes como Prabal Gurung, Emporio Armani, e Saint Laurent é fazer com que as roupas, e só elas, sejam ponto focal. Há muitas maneiras modernas de usá-las nesta temporada. Considere os paetês longos e alinhados, separados em camadas, como, sem esforço mostra Diane Von Furstenberg, ou, as silhuetas aerodinâmicas em Preen e Ellery para um visual brilhante de festa que sugere um ar de romanticismo.

Vista-os (e faça com que se tornem infinitamente cool), adicionando acessórios divertidos, como brincos inspirados na arte moderna, maquiagem “sem maquiagem” e cabelos naturais. Para produções monocromáticas, agora acompanhado por beleza neutra e leve que deixa de lado qualquer referencia 1980’s, como as consagradas pela grife londrina Halpern.

Para virar o ano já programando uma repaginada reluzente no visual, abrace o paetê durante o dia e deixe seu estilo maximalista com as lantejoulas ultra-legais desta temporada. A ordem nesta temporada é brilhar!

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here