Elas chegaram de mansinho e já são apontadas como tendência para este inverno. As luvas de ópera, que se estendem até depois do cotovelo, fazem alusão à Old Hollywood e prometem fazer você desejar um pedacinho do clássico estilo lady like em qualquer produção.

Depois de a realeza britânica, incluindo a princesa Diana, aderir à peça em eventos reais, foi a vez de o cinema Hollywoodiano virar referência. No lançamento de “Gentlemen Prefer Blondes”, em 1953, Marilyn Monroe vestiu um par de luvas pink de cetim adornadas com braceletes de diamantes.

Alguns anos depois, em 1961, Audrey Hepburn fez jus à peça em “Breakfast at Tiffany’s”. Sua fotografia icônica com um vestido preto Givenchy, longas luvas e um colar de pérolas e diamantes, ficará para sempre marcada na mente das fashionistas e amantes da telinha.

As luvas de ópera começaram a reaparecer na temporada de Inverno 2018, da Chanel, e Primavera 2018, da Erdem. Neste ano, o desfile masculino da Dior para o inverno 2020 retomou a tendência, que foi confirmada pela Alta-Costura da Valentino.

Mais tarde, nos red carpets, celebridades como Zoe Kravitz, Ariana Grande, Margot Robbie e Black Lively combinaram longos vestidos com as luvas, que caíram como acessório perfeito no cenário glamouroso das premiações.

Para o street style, as poucas referências da peça aparecem em looks invernais e cores sóbrias, dando mais informação de moda às produções.