Publicidade

“Você fica bem com essa cor!” Quem nunca ouviu essa frase? Isso ocorre porque as cores têm o poder de ressaltar nossas qualidades, como também nossos defeitos! Para descobrir as cores que te representam melhor, existe a análise de coloração pessoal. De acordo com a consultora e colunista da Z Magazine Erika Paiva, este é o único serviço que é impossível de ser feito on-line, porque exige uma atenção redobrada quanto à luz e suas características naturais. “As cores têm um comportamento diferente ao lado de outras, por isso testá-las pessoalmente. Para isso, uso um material específico: paletas de cores, tecidos e até uma luz própria com a temperatura correta”, explica Erika.

Em uma live no Instagram da Z Magazine com a jornalista Raíssa Zogbi, a consultora explica que, antes de começar a análise de coloração pessoal, é preciso retirar toda a maquiagem ou quaisquer outros produtos do rosto, pois podem interferir. “Se você tem o cabelo pintado, colocamos uma faixa cinza para cobri-lo, pois é uma cor neutra. Colocamos também uma cobrindo a roupa, para não haver interferência”, conta. Para exemplificar a análise, Erika explica o passo a passo:

A primeira coisa que observo é o contraste natural, o tom da pele, analiso as diferenças das cores que temos no rosto. A melanina é a responsável por dar pigmentação à nossa pele, então estudo primeiro as características que você tem, as suas cores naturais. Observe alguns exemplos:

Dica de estilo: sempre repita o seu contraste na região da cintura para cima, pois é a mais próxima do rosto, que interfere na sua imagem. Se a pessoa tem um alto contraste, por exemplo, pode usar uma estampa preto e branco. Já uma estampa com tons claros ou muito próximos fica melhor em pessoas com baixo contraste. Quando usamos contrastes diferentes, é como se a roupa chamasse mais atenção que você.

Num segundo momento da consultoria, encontramos as cores que possuem as mesmas características e harmonia que você. Meu método para análise de coloração pessoal é o sazonal expandido, em que levamos em consideração as quatro estações do ano e seus três desdobramentos, totalizando 12 cartelas diferentes de cores.

É importante ressaltar que não levamos em consideração as temperaturas das estações, mas suas cores mais características, portanto, a primavera e o outono são quentes, já o verão e o inverno são frios.

Dentro dos três desdobramentos, analisamos sua temperatura e subtom, a profundidade e a intensidade, reunindo essas características para identificar sua cartela e estação dentro das seguintes:

Análise de coloração pessoal

Primavera: estação alegre, com muitas cores quentes, intensas e claras.
Seus desdobramentos são: primavera brilhante, clara ou quente.

Análise de coloração pessoal

Inverno: possui mais cores frias, escuras e intensas.
Seus três desdobramentos são brilhante, frio ou escuro.

Análise de coloração pessoal

Verão: cores matificadas, com maior presença de cinza, cores claras e frias. É marcada pelos tons pastéis.
Seus desdobramentos são: frio, claro e suave.

Análise de coloração pessoal

Outono: uma estação quente, com cores mais profundas, opacas e escuras.
Seus desdobramentos são: escuro, quente e suave.

Publicidade