A Incofios recentemente divulgou o investimento de R$ 150 milhões na construção de um parque fabril no estado do Mato Grosso, para atender a demanda do mercado nacional e internacional de fios 100% algodão. Com a expansão, vem a preocupação de manter ativo o tripé da sustentabilidade, ou seja, o social, ambiental e econômico, caminhando juntos para um futuro promissor.

Na divulgação do relatório de 2021, a empresa apresenta números expressivos. Foram gerados quase dois milhões de resíduos com a produção de fios de algodão.  Desses 98,43% foram reciclados e apenas 1,57% destinado a aterro sanitário.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

E esse trabalho é feito em conjunto com os colaboradores, que seguem o propósito da empresa e tem participação ativa nos resultados. O parque fabril em Mato Grosso segue os padrões e conceitos da matriz, localizada na cidade de Indaial, em Santa Catarina. “Acreditamos que para ter um negócio promissor precisamos alinhar nossos processos com a sustentabilidade. Para isso, engajamos funcionários e investimos em ações como a construção de Estação de Tratamento de Água (ETA) industrial, onde toda a água utilizada nas instalações da fábrica é retirada do rio através de uma estação de captação, implantação de horta para levar a mesa dos colaboradores alimentos orgânicos cultivados dentro do parque. E, recentemente, trocamos mais de 1.200 lâmpadas na fábrica catarinense por iluminação em led, reduzindo 50% o consumo de energia com iluminação”, destaca o CEO da Incofios, Vitor Luiz Rambo Junior.

Além dos investimento, a empresa é parceira de iniciativas como o programa BCI (Better Cotton Initiative), e o SouABR que é a primeira iniciativa de rastreabilidade em larga escala na cadeia têxtil nacional, identificando e informando sobre os elos da produção: fazenda, fiação, tecelagem ou malharia, confecção e varejo.