Tendências de casamento pós-pandemia

Profissional indica como será o novo "sim"

0
170
tendências de casamento pós-pandemia

O cenário de um casamento, em que o “sim” é o grande protagonista, deu espaço para incertezas e ansiedades nos últimos meses. A pandemia brecou, adiou e cancelou o sonho de muitos casais, que se prepararam, pesquisaram e idealizaram um dia inesquecível para consagrar a união. Do outro lado, um mercado completamente abalado desde a metade de março, sem previsões concretas de retorno. Responsável por movimentar mais de 17 bilhões de reais por ano no Brasil, o segmento de festas e eventos, um dos mais afetados pelas medidas de isolamento social, vai precisar se reinventar diante das novas exigências e protocolos de segurança. Para compreender o cenário e as tendências que permeiam os próximos anos, a Z Magazine conversou com um dos grandes nomes, referência entre os cerimonialistas do Brasil, Roberto Cohen. Ele é a mente criativa por trás de grandes cerimônias, como de Carolina Dieckman, Kelly Key, Fátima Bernardes, Zeca Pagodinho, Kaka Bueno, Marcelo Serrado, entre outros. Acompanhe.

O mercado

Do dia para noite, fornecedores de eventos tiveram suas programações alteradas de forma drástica. Muitos tiveram a chance de negociar novas datas para manter parte da receita, mas o prejuízo é inegável. Mas, como em toda crise, surgem oportunidades, muitos profissionais mergulharam em novas possibilidades para se manter em movimento. “Quem usou da criatividade , pode se manter. Mas, na verdade , o reerguer ainda está bem longe! Ninguém consegue imaginar um evento sem aglomeração, logo temos dependência total da vacina!”, explica Roberto.

De acordo com ele, as mentes criativas que conseguiram transformar seus negócios em alternativas menores, sobreviveram. “Buffets através de sistema delivery, kits de bolos e doces para festas intimistas, Dj´s tocando em Lives ou gravando playlists personalizadas sob encomenda, empresas de mobiliário, que passaram a alugar por longa temporada ou reformar móveis e estofados, decoradores entregando bouquet de flores para decorar um apartamento ou para um elopement (casamento em segredo com a presença apenas dos noivos). Tudo isso para sobreviver!”, reforça o cerimonialista.

Tendências

a3310af726061439543e984642abab97

De acordo com Cohen, mesmo após a liberação dos eventos, o retorno prevê cautela, com protocolos de segurança a serem seguidos e novas regras de higiene para entrar na rotina. “Por isso, acredito que os espaços abertos sejam agora uma grande tendência”, afirma. Além disso, o cerimonialista aposta em um número reduzido de convidados para as próximas festas. “A diminuição do número de convidados também será algo que vai pesar bastante, mas sem cair a qualidade! Aposto nos casamentos Boutique, em que diminui-se o número de convidados e aumenta-se a qualidade dos serviços e da festa em geral”.

Valores

Um casamento envolve inúmeros detalhes, que chegam até o grande dia por meio de diversos fornecedores. E, quando se pensa em crises, logo vem à mente serviços e produtos com preços baixos e promoções para driblar os obstáculos. Mas, será que os preços devem mesmo sofrer alteração daqui para frente? “Em termos de valores, nada tem se alterado!”, conta Roberto. De acordo com ele, os profissionais que tiveram redução de preços podem ter demonstrado certo desespero e transmitido insegurança aos casais. Por outro lado, “quem fez promoções agregando valores e serviços, pode até ter se beneficiado. Mas, os casais estão ‘de olho’ nos profissionais neste momento e saberão claramente quem era e quem foi você no momento pandemia!”, lembra o especialista. Como fica, ele recomenda que o momento pode ser ideal para repensar o marketing, o setor financeiro e o comercial. 

Novas datas

A pergunta que vale o milhão tem, ainda, resposta incerta. Sim, todos querem saber a partir de quando pode-se pensar em agendar um casamento com tranquilidade, sem riscos aos convidados. “Ihhhh… minha bola de cristal acabou de cair aqui e se espatifou!”, brinca Roberto, que acredita em março de 2021 como um cenário seguro.  “Mas, ainda existem casais otimistas para este ano!”, finaliza.  

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here