Publicidade

z magazineEntregamos uma edição inédita não apenas em seu conteúdo e layout, mas em sua forma de pensar, ser, viver e se mostrar. A adolescente Z Magazine, que completa 16 anos e que você segura nas mãos nesse momento ou a lê em formato digital, não é mais a mesma.

Sim, o mundo pós-Covid-19 se impôs e, mesmo desconhecido, impensável e inacreditável, se estabeleceu em cada um de nós sem que pudéssemos parar para entendê-lo e tão pouco negá-lo. Com a curiosidade e coragem que carregamos em nosso DNA, vimos que era hora de apostar em uma das melhores capacidades humanas: a adaptação.

Com o passar dos dias avaliando o que não tinha precedentes, mergulhados em home office e buscando reorganizar em tempo recorde não apenas o nosso novo espaço, como também o nosso coração e mente, notamos como o que se destaca de tudo isso são histórias reais, verdadeiras, humanas.

A pandemia já se tornou um acelerador de futuro e para acompanhar sua velocidade é preciso mudar. E quem acelera tem pressa, e se tem pressa é porque tem razão e algo para mostrar!

Em poucas semanas inusitadas e algumas reuniões virtuais, novas questões vieram à tona junto com um novo olhar para o planeta dos homens, agora quase que parado, completamente tenso e praticamente sem ar, permitindo pelo mesmo motivo, que o planeta Terra voltasse a respirar com toda a sua capacidade. Quantos impasses, ambiguidades, decisões que precisavam ser tomadas rapidamente, crenças e valores revisitados. Chegou a hora da verdade. A minha, a sua e a nossa.

Assim, decidimos olhar para dentro e puxar o coração para fora. Buscamos aprender o que não sabemos e desde então, por aqui, não se deixa nada para depois, muito menos o exercício de agradecer.

E assim vieram as inspirações, novas conexões emocionais, visuais e de conteúdo, bem como as lives no Instagram da Z Magazine às segundas-feiras e a busca incessante por mentes abertas para trazermos para perto gente de verdade, que fala de propósito, de pertinência, pertencimento.

Em meio à crise e às mudanças que desestabilizaram estruturas por todo o mundo, que agora clama por revoluções, a voz das revistas de moda se mostrou ainda mais relevante e fomos convocadas a reforçar nosso papel social e ambiental.

Por isso, resolvemos colocar em prática o que já explodia em nosso coração, e as próximas páginas nos validam. Estamos mais conectadas e queremos conhecer melhor esse novo mundo de meu Deus, sem timidez.

Claro que vamos falar de estilistas, mostrar coleções e desfiles, mas com um novo olhar.  O que fazem os artesãos locais, os produtores de moda que nos rodeiam e as iniciativas que precisam ganhar visibilidade?

É tempo da construção de uma Z Magazine engajada num grande mercado em reconstrução, com muito trabalho e responsabilidade pela frente e novos sonhos para se tornarem reais. Novo mundo, nos aguarde, porque temos asas para voar e elas já estão abertas!

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here