Azul triunfal

Levi’s celebra 145 anos do seu jeans 501, modelo mais famoso do mundo

0
2090
Publicidade

Maio se comemora a invenção do primeiro modelo jeans azul triunfal. Mais precisamente em 20 de maio de 1873, Levi Strauss dava início a uma trajetória que iria muito além de um tipo de calça. Conhecido como 501, o modelo mais antigo e famoso do mundo, fez parte de lutas de causas e construiu uma imagem atrelada à liberdade de expressão. De Jeniffer Lopez a Steve Jobs, ou Marilyn Monroe a Elvis Presley, o jeans surgiu originalmente para agregar durabilidade aos uniformes usados por mineradores e operários e depois virou sensação dos hippies e rebeldes dos anos 50. Acompanhe a trajetória!

 

Como tudo começou

Em 1872, o bávaro Levi Strauss se uniu ao alfaiate Jacob David para criar um vestuário de trabalho reforçado com rebites – jeans que seria patenteado no ano seguinte e que ganharia o nome de 501 em 1890. Sua função era servir de uniforme para operários, justamente, por sua resistência. Depois de um tempo, a peça passou a compor, também, o cotidiano dos cowboys. Conforme ganhava popularidade, o jeans abria o leque de motivos para fazer parte de outros universos. Isso impulsionou a criação da etiqueta vermelha no bolso de trás que a diferenciava dos concorrentes e, até hoje,  faz parte do DNA da marca.

Conhecido como macacão de cintura, o primeiro modelo tinha apenas um bolso atrás, uma fivela nas costas e botões para suspensórios. O segundo bolso foi adicionado somente em 1901.

inicio do azul triunfal

Anos 50 e 60

Foi nesse período que o jeans passou a vestir a juventude rebelde e, assim, consagrou seu caráter revolucionário e representante da liberdade de expressão. A imagem desses jovens ficou tão atrelada ao conjunto jeans e camiseta branca, que algumas escolas nos Estados Unidos até baniram esse traje em salas de aula. Na década seguinte, em 60, o jeans passou a integrar as roupas dos hippies, que customizavam a peça com patches e elementos de personalidade.

Anos 80

Nessa década, o 501 ganhou uma versão exclusivamente feminina. Amplamente divulgado na TV e por celebridades, a peça passou a ser sinônimo de casualidade e praticidade. O modelo foi eleito até por Steve Jobs como uniforme de trabalho – ele vestia um 501, por exemplo, quando apresentou o Apple IIc em 1984.

1999

Neste ano, a Revista Time elegeu o jeans 501 como o fashion item do século.

Marilyn veste azul triunfalPeça eternizada

Icônico e irreverente, o jeans é hoje paixão mundial. Presente em guarda-roupas de todos os gêneros, idades e gostos, ele encontrou na versatilidade uma forma de enaltecer a igualdade. Marlon Brando, em O Selvagem, Marilyn Monroe, em Só A Mulher Peca, Elvis Presley, The Rolling Stones e Kurt Cobain são só alguns nomes que encontraram no jeans, uma forma de se comunicar e reforçar seus ideais. Hoje, o sucesso prevalesce com Kanye Wets, Beyoncé, Rihanna e Jeniffer Lopez, que vestiu um 501 customizado com mais de mil cristais no Super Bowl de 2001.

#Geração501

Para o aniversário de 145 anos do modelo, a Levi’s realizou um evento com músicas e debates para resgatar a representatividade do jeans. A marca trouxe ao Brasil Tracey Panek, historiadora da grife, e uniu diversos cantores para celebrar todas as formas de amor com respeito às diferenças e valorização da igualdade. Nada de tão distante da história que o jeans sempre carregou em sua identidade.

 

Publicidade