Por Raíssa Zogbi                                                 

Raissa sobre Moda Híbrida
                  @raissazogbi

O ‘tudo junto e misturado’ entrou para a realidade da moda sem pedir licença. Parece que texturas, materiais, aplicações, bordados e estampas foram colocados no liquidificador. O resultado? Uma moda híbrida. Híbrido aqui – no sentido mais literal possível da palavra, busca representar roupas feitas com combinação de materiais e, até mesmo, duas ou mais peças em uma só.

Sacada de mestre dos estilistas que precisam sobrevivem à avalanche de informações, mudanças e tendências que surgem minuto a minuto no universo, e isso inclui, obviamente, o segmento da moda.  Quando eles acoplam uma ou mais tendências em uma única peça, eles rompem, de certa forma, com a produção desenfreada de uma indústria fast fashion que está sobre nós. Para quem consome, não é bom poder contar com a possibilidade de se atualizar com os hits das marcas de forma consciente?

modelos desfilam moda híbrida
Alexandre McQueen/ Gucci/ Loewe

Isso vem ao encontro da reflexão da última coluna, lembra? Falamos sobre uma mod com propósito, que tenta amenizar nossa conta negativa com o meio ambiente. Além de tudo, podemos ver um comportamento fora da caixa dos estilistas que rompem padrões e deixam de seguir fórmulas para propostas novas, representantes reais da era que vivemos. Pensou nisso? Pode ser que essa seja uma forma de caracterizar a sociedade da informação, assim como a mini saia representou a luta de liberdade das mulheres na década de 60.

Uma blusa que é vestido, uma jaqueta com as mangas em outro tecido, uma sobreposição que, na verdade, é conjunto de uma mesma peça. Um mix de tudo! Alexander McQueen é um exemplo. A grife misturou alfaiataria com babados e laços. Além disso, a Calvin Klein apostou em um vestido de renda completamente metalizado. Loewe desfilou  um vestido xadrez com um sutiã costurado. Gucci misturou estampas, texturas, tecidos e  rendas em um mesmo look. Moschino aproveitou a trend do ombro em evidência e colocou um top e uma capapor cima de um vestido cheio de aplicações.

Enfim, a ideia de metamorfose se aplica no mundo em todos as áreas e propõe uma reflexão sobre uma sociedade plural, principalmente com os frequentes debates sobre gênero e identidade. Na moda, essa inspiração bebe das águas do styling, que sempre levantou a bandeira do mix de elementos como forma de deixar uma produção com personalidade. A diferença é que esse mix agora vem de fábrica e pronto para encontrar adeptos de uma moda mais consciente!