Publicidade

Conhecidas por serem apresentadas no meio do ano, um pouco antes das férias de verão do hemisfério norte, as coleções Resort ou Cruise conquistaram espaço importante no faturamento das grifes por trazerem itens de temporada com apelo de longa duração. Em tempos sem pandemia, essas apresentações aconteciam em instalações nada óbvias, muitas vezes fora das cidades que hospedam as temporadas de desfiles, com plateias exclusivas, vide o inesquecível desfile de Chanel em Cuba ou até mesmo o marcante cenário de Christian Dior em Marrakech, no palácio El Badi, do século XVI.

Desta vez, a temporada de Resort 2022 teve seu calendário mais flexível, com apresentações que começaram em maio e se prolongaram até julho, com uma gama diversificada e imprevisível de tendências, que passeavam desde as propostas de beachwear até casacos volumosos, mas carregavam juntas o sentimento de um novo e breve vestir para sair. O contexto mais promissor e que carrega a esperança do fim do tempo pandêmico já aparece nas peças, que não estão mais preocupadas em manter o conforto tão em voga nos últimos tempos. Acompanhe as entrelinhas e destaques da temporada!

 

Vez dos minis

 

Depois de mais de um ano de reuniões remotas e encontros virtuais, o retorno ao presencial promete ser marcado pelo comprimento mini, pronto para mostrar as pernas! As minissaias, símbolo da efervescência cultural e o modernismo de costumes da cidade no melhor do “Swinging London”, na década de 1960, vieram acompanhadas de ternos ou jaquetas mais curtas com uma vibe otimista. Proenza Schouler, Giambattista Valli, Stella McCartey e Versace.

 

É brilho que vocês querem?

Na expectativa do retorno às festas, os vestidos com paetês e muito brilho ganham destaque. E depois de longas temporadas em que o a silhueta ampla reinou para valorizar os dias de conforto em casa, a modelagem mais justa e sensual pede licença. Lantejoulas de todas as cores e tamanhos já prometem ser a aposta da virada do ano, que deve vir acompanhada de dias melhores. Emilio Pucci, Carolina Herrera e Oscar de la Renta que o digam, não é?

 

Mulher elástica

E por falar em silhueta e modelagem, alô amantes das roupas justas e bem grudadinhas no corpo. A ideia de marcar a cintura com tecidos transparentes ganhou ainda mais fôlego quando Chanel e Givenchy fizeram suas apostas e tornaram a proposta ainda mais cool.

 

Leggings de luxo

Direto das academias mais luxuosas do mundo para o dia a dia. Polêmica por sempre dividir opiniões sobre seu uso fora do ambiente esportivo, as leggings se revitalizaram e estão prontas para substituir o moletom, rei das últimas temporadas. Ricas em padrões gráficos e cores, elas aparecem debaixo de saia, vestido e sobretudo.

 

Denim sim!

Diante de tantas propostas glamourosas e sedutoras, o denim chega para cumprir a função que mais conhece: deixar a proposta descontraída e, ao mesmo tempo, fashion. Com resgate dos anos 60, 70 e 80, o material apareceu em diversas partes do look, da sandália de Antonio Marras até a bandana e cintos afivelados de Carolina Herrera.

 

Volumosos e ajustáveis

De Nicolas Ghesquière, da Louis Vuitton, a Maria Grazia Chiuri, de Christian Dior, concordam que um vestido ajustável é o must have para um estilo de vida mais imprevisível e em constante mudança. Basta um elástico para aumentar ou reduzir o volume.

 

Um sobre o outro

A sobreposição também faz parte das grandes apostas do Resort 2022, que já parece migrar da vibe de minimalismo dos moletons para um maximalismo de peças usadas juntas. Camisas sobre vestidos, suéteres amarrados na cintura e cachecóis sobre as golas são o novo normal e prometem movimentar o seu guarda-roupa.

 

Hit na cabeça!

Depois da febre das bandanas e dos chapéus, agora é a hora de ter o boné em mente. O acessório que vem do universo esportivo foi combinado com quase todas as tendências citadas nessa matéria: de legging à minissaia.

Publicidade