Na noite de domingo, 16 de dezembro, foi realizada a premiação da 67ª edição do concurso de Miss Universo, que contou com um número recorde de candidatas, representantes de 94 países, em uma disputa repleta de diversidade. O título foi para a concorrente de Filipinas, a modelo Catriona Gray, de 24 anos, que possui mestrado em musicologia e chamou a atenção de todos pelo seu trabalho ativista contra o HIV.

Essa foi a primeira edição em que o corpo de jurados foi composto apenas por mulheres, entre elas empresárias, designers, CEOs e até ex-titulares do concurso.

A tradicional competição de beleza teve ainda sua primeira participante transgênero da história. A espanhola, Angela Ponce, exibiu um vídeo sobre sua trajetória de vida e emocionou os espectadores com seus objetivos de espalhar respeito e tolerância para si e outros em todo o mundo.

 Representante brasileira
A amazonense Mayra Dias, eleita Miss Brasil ainda este ano, ficou entre as 20 finalistas e surpreendeu a todos no desfile de traje típico, em que surgiu com uma fantasia que representa as etnias indígenas e, durante o show, se transformou em beija-flor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

10 + doze =