10 tratamentos de beleza que vão bombar em 2024

Aqui estão os grandes protagonistas das clínicas médicas

0
368

Se você está atento ao mundo dos procedimentos estéticos, sabe que a cada hora surge uma novidade. Mas, somente o que é realmente bom se solidifica. Por isso, consultamos diversos especialistas para saber quais são os grandes tratamentos para o próximo ano. Da melhora da saúde capilar ao redesenho dos músculos, aqui estão os 10 tratamentos de beleza que vão bombar em 2024:

 

CAPILAR

Hydrafacial Keravive para melhorar a saúde capilar: Existem diversos tratamentos capilares, mas a grande vantagem desse tratamento em consultório está no fato de fornecer uma limpeza e esfoliação profunda que o paciente não consegue alcançar com lavagens regulares em casa, segundo a Dra. Lilian Brasileiro, médica especialista em Dermatologia e coordenadora e palestrante em eventos sobre tratamentos capilares. “Em um primeiro momento do tratamento, a exclusiva tecnologia Vortex Fusion do HydraFacial Keravive gera um efeito de vórtice capaz de promover limpeza e esfoliação profunda e melhorar a microcirculação e o fluxo sanguíneo do couro cabeludo ao mesmo tempo em que aplica a solução Beta HD-Clear. Além de contribuir nesse processo de limpeza e esfoliação, essa solução tem propriedades antibacterianas, hidratantes, esfoliantes e calmantes por conter ativos como ácido salicílico e extrato de mel e de flores, o que a torna extremamente benéfica para a saúde do couro cabeludo”, detalha a especialista. O procedimento é um coadjuvante no tratamento da queda capilar.

FACIAL

Megaderme Duo para rejuvenescer: Segundo a dermatologista Dra. Ana Maria Pellegrini, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Megaderme Duo é a primeira plataforma que une três tecnologias diferentes de radiofrequência microagulhada: a radiofrequência microagulhada Eletroderme, a radiofrequência fracionada e a radiofrequência XL Multilayer. “Cada tecnologia possui uma ação específica, o que possibilita o tratamento desde as camadas mais superficiais, com a radiofrequência fracionada, até a gordura, graças às agulhas da ponteira XL Multilayer, que conseguem penetrar em até 7mm de profundidade”, explica a dermatologista. Um dos destaques é o tratamento para flacidez, segundo o Dr. Danilo S. Talarico, médico pós-graduado em Dermatologia Clínica-Cirúrgica e professor nos cursos de Dermatologia, Tricologia, Transplante Capilar (Cirurgia Capilar) e Medicina Estética. “No tratamento da flacidez em regiões de pele mais finas, usamos a Eletroderme Tradicional (radiofrequência microagulhada), já em peles mais espessas utilizamos a Eletroderme XL (radiofrequência multilayer). Ao ser emitida nas camadas da pele mais atingidas pela flacidez, a energia de radiofrequência promove aquecimento para causar uma remodelação tecidual que devolve a vitalidade das fibras de colágeno e elastina que os fibroblastos e a Matriz Extracelular (MEC) suportam”, explica o Dr. Danilo. Ou seja, há estímulo de formação de novo colágeno e remodelação dos tecidos para melhor sustentação. “As microlesões provocadas pelas agulhas do equipamento ainda estimulam a regeneração e renovação celular devido ao processo de cicatrização, além de poderem ser usadas como canais para a realização de drug delivery”, diz a médica Dra. Ana Maria Pellegrini. O MegaDerme Duo ainda causa menos dor, pois tem agulhas menores e trifacetadas que penetram mais facilmente na pele.

Laser ND:Yag para acabar com os vasinhos: O laser ND:Yag 1064 é o que existe de mais específico para o tratamento dos vasinhos que surgem na face, chamados de telangiectasias, que conferem alguns anos à aparência e são extremamente difíceis de serem camuflados com maquiagem devido à coloração e calibre das veias, segundo a cirurgiã vascular Dra. Aline Lamaita, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular. “O laser ND:Yag 1064 apresenta excelente efetividade no tratamento das lesões vasculares. São realizados disparos de laser que agem no sangue dentro do vaso, queimando-o por dentro, o que leva ao seu fechamento”, explica a Dra. Aline, que afirma que o tratamento tem bons resultados, é seguro e confortável, já que a dor é amenizada com uso de aparelhos resfriadores de pele.

Rinoplastia ultrassônica para melhorar a harmonia facial: Quem deseja alterar a estética do nariz para tornar o rosto mais harmônico pode apostar na rinoplastia, que teve uma evolução considerável graças ao avanço tecnológico. Hoje, é possível realizar a técnica conhecida como rinoplastia ultrassônica, na qual se utiliza um aparelho que emite vibrações ultrassônicas para tratar a parte óssea do nariz de forma menos traumática. “Essa técnica tem como vantagem o fato de ser mais precisa e preservar estruturas importantes do nariz, como cartilagem, mucosa e vasos sanguíneos presentes na região, resultando em menos inchaço, sangramento, hematoma e inflamação no período pós-operatório. Isso faz com que o processo de recuperação do procedimento seja mais rápido e mais tranquilo, permitindo ao paciente retornar às atividades rotineiras mais rapidamente”, explica o cirurgião plástico Dr. Paolo Rubez, membro da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) e da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica (ASPS). “Além disso, por ser mais precisa, os resultados da rinoplastia ultrassônica são mais previsíveis”, completa.

Hydrafacial para uma pele mais saudável e luminosa: A experiência de hidrodermoabrasão do Hydrafacial é uma excelente estratégia para restaurar a pele, recuperando sua saúde e tornando-a mais saudável, luminosa e exuberante. “O Hydrafacial promove melhora instantânea da qualidade da pele, auxiliando na  uniformização do tom e da textura e no aumento da firmeza, viço, maciez e brilho da pele graças à patenteada tecnologia Vortex-Fusion®️ presente nas ponteiras, que possuem um design espiral exclusivo capaz de gerar um efeito de vórtice que, combinado à tecnologia de sucção a vácuo do equipamento, consegue expelir e remover facilmente as impurezas da pele enquanto fornece soluções hidratantes”, explica a dermatologista Dra. Mônica Aribi, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. “Rápido e completamente indolor, o procedimento tem protocolos que podem ser completamente personalizados para atender as características e necessidades específicas de cada tipo de pele, com boosters, peels, LED’s, perks e terapia linfática”, acrescenta a especialista.

CORPORAL

Hydrabody para melhorar a pele corporal e tratar foliculite: Para melhorar a saúde e beleza da pele corporal, tornando-a mais radiante, saudável, hidratada, suave e uniforme, uma ótima opção é o procedimento conhecido como Hydrabody, realizado com o mesmo sistema exclusivo do Hydrafacial (Vortex-Fusion). “O Hydrabody é um procedimento corporal de hidrodermoabrasão capaz de proporcionar uma hidratação intensa à pele corporal ao mesmo tempo em que remove impurezas e células mortas da superfície do tecido cutâneo, além de melhorar a circulação sanguínea e a renovação celular da região tratada. Dessa forma, melhora a hidratação e a textura e reduz problemas como foliculite e acne”, destaca o dermatologista Dr. Renato Soriani.

CoolSculpting para reduzir gordura localizada: A tecnologia de criolipólise do CoolSculpting ainda reina poderosa como a técnica padrão-ouro para eliminar gordura localizada em áreas maiores, pois pode reduzir em até 25% a gordura localizada da região tratada. “Esse procedimento age pelo congelamento seletivo das células de gordura que, sensíveis às temperaturas frias, entram em processo de apoptose (morte programada). Assim, são eliminadas posteriormente pelo sistema linfático”, explica a médica. Versátil, a tecnologia é indicada para tratamento de gordura localizada no culote, abdômen (“pochete”), flancos (“pneus” na cintura), papada e braços. “Há ponteiras para regiões específicas, que respeitam a anatomia da região, e para volumes específicos, possibilitando também o tratamento de pequenos volumes de gordura”, diz a Dra. Paola Pomerantzeff.

Ultraformer MPT para reduzir flacidez: Uma grande novidade para o tratamento corporal é o Ultraformer MPT, uma evolução da tecnologia tradicional do Ultraformer com um novo formato de onda que garante resultados muito melhores praticamente sem dor. “As ondas de ultrassom atuam profundamente, atingindo as diferentes camadas da pele para promover estímulo de colágeno, aumentar a firmeza e a elasticidade, reduzir a flacidez e até melhorar o aspecto superficial da pele, além de diminuir a gordura localizada”, diz a cirurgiã plástica Dra. Beatriz Lassance, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da Isaps (International Society of Aesthetic Plastic Surgery). Dessa forma, é possível conquistar um contorno corporal mais definido e uma silhueta mais esculpida. “E a forma de entrega da energia em múltiplos pontos faz o tratamento ser praticamente indolor”, destaca a médica.

Emtone para tratar celulite: A novidade promove ações mecânica e de calor (42°) que simultaneamente aumentam produção de colágeno e reduzem fibrose ou celulite. “A radiofrequência do Emtone vai agir nas 5 causas da celulite. Primeiro, na redução da gordura; segundo, na ação no septo de colágeno, diminuindo as travinhas da celulite; terceiro pela sua função na pele, na derme, estimulando colágeno e deixando uma pele mais estruturada, mais firme, não tão flácida; quarto pelo benefício na circulação, ao descomprimir os tecidos e melhorar a retenção de líquido da paciente; e, por fim, há um recolhimento de metabólitos e lixos orgânicos que podem ficar em um tecido que está congestionado e inflamado pela celulite”, explica a médica Dra. Cláudia Merlo, médica especialista em Cosmetologia pelo Instituto BWS. O tratamento pode ser associado com injeções de substâncias redutoras de gordura e bioestimulador de colágeno injetável.

Lipo HD e UGraft para redesenhar os músculos: Essas técnicas são evoluções da lipoaspiração convencional que, além de aspirarem gordura, também melhoram a definição muscular. Na Lipo HD (High Definition), por exemplo, a gordura é aspirada de maneira estratégica em áreas que escondem a definição da musculatura. “Dessa forma, é possível esculpir as transições do corpo e realçar os contornos de maneira detalhada e precisa para conferir à área tratada um aspecto mais definido e atlético”, explica o cirurgião plástico Dr. Luiz Carlos Carvalho, membro da Associação Brasileira de Cirurgia Plástica (BAPS). Existe também uma evolução mais recente, conhecida como UGraft, que possibilitou o aumento seletivo e customizado dos compartimentos musculares do abdômen, diminuindo a necessidade da lipoaspiração superficial e, consequentemente, as irregularidades, fibroses e alterações na pele. O procedimento pode ser feito no abdômen, músculos deltoides (ombro), peitorais, bíceps e tríceps. “Com a técnica, áreas musculares antes inacessíveis agora podem ter melhor definição. E mesmo pacientes que não têm uma musculatura muito desenvolvida, agora, conseguem um resultado estético mais natural”, finaliza o cirurgião.