A importância da moda sustentável para a preservação do meio ambiente

Saiba mais sobre os benefícios da moda consciente e confira dicas de como inovar na moda, contribuindo com a sustentabilidade

0
301
Foto: Canva
Foto: Canva

Em junho, é celebrada a Semana e o Dia Mundial do Meio Ambiente. A data foi criada em 1972, na Conferência de Estocolmo, a primeira das Nações Unidas sobre o ambiente humano. A celebração da data tem como objetivo conscientizar a respeito da importância de preservar os recursos naturais.

A conscientização e preservação do meio ambiente é um assunto que ganha cada vez mais relevância. Segundo dados de uma pesquisa apresentada pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor, mais de 70% dos consumidores esperam que as empresas não agridam o meio ambiente e mais de 60% esperam que as empresas estabeleçam metas para tornar o mundo melhor, priorizando questões relacionadas aos funcionários, produtos e às questões ambientais.

A emergência climática tem se mostrado uma realidade cada vez mais presente. Segundo dados do Guia de Transparência da Moda, baseado nas análises e resultados do Índice de Transparência da Moda Brasil 2021, a indústria da moda global contribui consideravelmente para a intensificação das mudanças climáticas. Segundo as estimativas, se nenhuma ação adicional for tomada na próxima década, além das medidas já em vigor, as emissões de GEE do setor provavelmente aumentarão para cerca de 2,7 bilhões de toneladas por ano até 2030.

 

A moda consciente

O termo ‘moda consciente’ vem ganhando cada vez mais espaço e chamando a atenção, vem atrelada ao consumo responsável, é uma poderosa expressão do compromisso na preservação do meio ambiente e, consequentemente, na criação de um mundo melhor. A moda sustentável é a fusão de estilo e ética, unindo a beleza à responsabilidade, transcendendo as tendências efêmeras e abraçando a sustentabilidade, transparência e a igualdade.

A moda consciente é a celebração da criatividade e o respeito por todas as formas de vida, desde a escolha cuidadosa dos materiais até a valorização das habilidades artesanais e da diversidade cultural. Para Anne Garcia, estilista ítalo-brasileira, a moda sustentável é uma forma de expressão, permitindo não apenas vestimentas elegantes, mas também contribuindo para a construção de um futuro mais justo, inclusivo e ecologicamente equilibrado.

Os estilistas e as marcas, estão cada vez mais preocupados em produzir produtos que ajudem na preservação do meio ambiente. A conscientização sobre os impactos do setor da moda está crescendo e ocasionando a adoção de práticas sustentáveis. “A moda pode ser uma ferramenta poderosa para inspirar ações positivas em prol do meio ambiente”, comenta Anne Garcia.

A especialista destaca alguns exemplos de moda sustentável:

  • Roupas fabricadas de fibras orgânicas, algodão orgânico, cânhamo, linho e seda, sem o uso de pesticidas ou produtos químicos.
  • Roupas fabricadas de materiais reciclados, como garrafas plásticas, fios de nylon regenerado ou tecidos provenientes de roupas usadas. A especialista comenta que, na Itália, uma empresa desenvolveu um tecido a partir de cascas de laranja.
  • Calçados sustentáveis.
  • Sapatos fabricados de materiais como cortiça, borracha natural, couro vegetal.
  • Jeans sustentáveis.
  • Jeans fabricados com algodão orgânico, técnicas de lavagem e tingimento mais eco-friendly, e processos de produção que reduzem o consumo de água e energia.
  • Roupas vintage ou de segunda mão. É uma maneira sustentável de estender a vida útil das peças e reduzir o desperdício.
  • Moda upcycled: peças fabricadas a partir de materiais de descarte ou roupas antigas, remodeladas e transformadas em novos designs únicos e modernos.

 

Trabalhando com a moda sustentável

Somente é possível trabalhar com a moda sustentável por meio da adoção de práticas e princípios que priorizam a sustentabilidade ambiental, social e econômica. Isso envolve a escolha de materiais ecológicos, a implementação de processos de produção conscientes, buscar por fornecedores éticos e certificados, além de promover a transparência em toda a cadeia de suprimentos.

Encontrar produtos e fornecedores sustentáveis, nem sempre é fácil, o crescente interesse e demanda por moda sustentável têm impulsionado o surgimento de uma variedade maior de opções. “Por meio de pesquisas e networking é possível encontrar fornecedores comprometidos com a sustentabilidade e produtos que se alinhem aos valores da moda consciente’’, conta Anne Garcia.

Os produtos sustentáveis na moda geralmente têm um custo mais alto por diversas razões. “Em primeiro lugar, os materiais sustentáveis utilizados, como fibras orgânicas e tecidos reciclados, tendem a ser mais caros do que os materiais convencionais devido à sua menor disponibilidade e aos processos de produção mais rigorosos”, explica a estilista. “Porém, é importante considerar os benefícios a longo prazo dos produtos sustentáveis, como sua durabilidade e redução do impacto ambiental, o que pode justificar o investimento adicional para consumidores conscientes”, completa.

Segundo Anne Garcia, na Europa, os estilistas e marcas têm mostrado uma crescente preocupação em produzir produtos que preservem o meio ambiente. “A população italiana tem se mostrado mais exigente em relação à sustentabilidade, buscam marcas que se comprometam com práticas ambientalmente responsáveis. Existe uma demanda crescente por produtos sustentáveis e as marcas que atendem a essas demandas estão ganhando destaque e a preferência entre os consumidores italianos”, revela.

No Brasil também, as marcas e estilistas têm mostrado interesse e esforço em relação à preservação do meio ambiente. “A população brasileira está cada vez mais consciente da importância da sustentabilidade, mas ainda há, sem dúvida, espaço para maior exigência e demanda por produtos sustentáveis por parte dos consumidores brasileiros. Infelizmente não estamos no nível italiano e europeu’’, alerta a empresária.

Para o consumo consciente é importante evitar o desperdício. Ou seja, buscar maneiras de reduzir o desperdício nas etapas da produção, que inclui a diminuição de resíduos de tecido, a adoção de embalagens eco-friendly e a implementação de programas de reciclagem. Desta forma, será possível preservar o meio ambiente e contribuir para a saúde do planeta.

Clique aqui e siga a Z Magazine no Instagram!