Não é só na moda que momentos de crise são acompanhados de mudanças. Na arquitetura e no design, períodos conturbados também levantam reflexões que culminam em novas influências e no novo morar. Em um breve mergulho na história, é possível resgatar a transformação dos ambientes após a peste bubônica, durante a Idade Média, por exemplo, quando as casas passaram a ter mais entrada de luz. Por necessidade e conveniência, o ser humano busca adaptações. E agora não poderia ser diferente. A especialista em projetos funcionais e diretora da Spazhio Croce Arquitetura Corporativa, Roseli Croce, levantou algumas tendências que devem prevalecer nos próximos anos.

Mais luz solar

As casas terão mais entradas de luz, com janelas maiores, para permitir maior integração com o verde e proporcionar ventilação natural.

1 janelas grandes

Escritório completo

O home office passou a ser uma realidade e deve crescer ainda mais. Por isso, o design dos espaços de trabalho dentro de casa tendem a ficar mais completos, com cadeira ergonômica, apoio para pés, boa iluminação e bom sinal de internet.

2 escritorio

Facilidade na higiene

Pisos e revestimentos devem ser de fácil limpeza e com novas texturas que transmitam aconchego.

3 pisos

Jardins e hortas

A conexão com a natureza vai se fortalecer pós-pandemia. Por isso, plantas, flores e temperos serão  bem-vindos dentro de casa para aliviar o estresse.

4 horta vertical

Novo hall

O hall de entrada não será mais coadjuvante. Ele ganhará um formato de design funcional, com sapateiras e assentos para permitir uma relação entre o mundo exterior com o interior sem riscos de contaminação.

5 hall

 

Compartilhe novo morar: as mudanças no design e arquitetura pós-pandemia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here