Publicidade
          @anavaz_imagem

Por Ana Vaz

Pequena, mas grandiosa, a temporada de alta-costura é, entre outras coisas, um espaço de criação mais artística e autoral. Sabia que as peças não desvalorizam com o tempo? Pelo contrário, ficam mais caras e preciosas já que são itens únicos e colecionáveis – há quem invista em alta-costura como investe-se em arte. Existe um nova geração de compradoras desse segmento, endinheirada, asiática e muito moderna, em busca de uma experiência muito, muito única e, de certa, forma tradicional. Mas, não se engane, de careta a alta-costura não tem nada! As coleções têm um quê de vanguarda e, muitas vezes, mostram caminhos criativos que irão se desdobrar em outras estações. Vamos nos inspirar!

1) O Luxo: a alta-costura é por si só sinônimo de luxo. O melhor do feito à mão, do exclusivo está guardado nela. Nesta temporada, as plumas estão entre os itens mais luxuosos, assim como o trabalho manual dos vestidos coloridos da Maison Valentino. Um deles, todo em rosa, levou cerca de 6 mil horas para ser feito. Olhar para o esmero dessas coleções pode ser inspirador para selecionarmos melhor o que compramos, valorizar o trabalho manual e a vida longa do que temos ou teremos.

2) O tem que ter:  estampa animal. Um clássico da moda, aqui revisitado em mix de estampas (sim, bicho com bicho!) como fez Ronald van der Kemp, em bordados preciosos, como na Maison Valentino, e até em vestidos ultrasensuais, cheios de recortes, como propôs Peter Dundas. Os animal prints têm vida longa, mesmo que saiam ocasionalmente dos holofotes da moda. Sempre serão icônicos!

3) Hit da temporada: a alfaiatara. A boa, velha e reformulada alfaiataria! Mais suave, mais lânguida, muito mais women friendly, expressão aliás usada pelos designers e pela mídia de moda sobre essa temporada. Uma alfaiataria que traz conforto e fluidez ao invés de rigidez e estrutura. Abraça as curvas, sem destacá-las ou ignorá-las, mais anatômica. Destaque para Chanel e Fendi nesse quesito.

4) Isso é Novo: tons pastel em detrimento dos intensos. Muitas marcas apostaram em peças de cores aquareladas, doces, delicadas. Não deixa de ser uma maneira de valorizar a forma e a modelagem, itens importantes na alta-costura.

5) Para sua Festa: o preto revisitado! Por que não? A Dior fez uma coleção majoritariamente em preto, com uma grande variação de adornos, tecidos, texturas e caimentos. Confesso que há tempos eu não via pretinhos tão interessantes. E vale lembrar, usados com sandálias rasteiras, trançadas nas pernas. Um charme! Conforto é nome do jogo!

6) Acessório Destaque: os brincos ultra longos da Valentino. Eles aparecem arrematando peças um poucos mais estruturadas, ou até mesmo beijando a pele do colo e ombros. A Chanel apostou em brincos longos usados de um lado só. Uma lindeza!

7) Quero Já: as botas coloridas da Maison Valentino!

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

onze − 3 =